Tribunal que julga impeachment de Witzel vai ouvir 29 testemunhas

O Tribunal Especial Misto (TEM) que julga o processo de impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (relembre aqui), definiu na sexta-feira (4) uma lista de 29 testemunhas a serem ouvidas. Segundo publicou a Agência Brasil, também foi admitida a produção de provas documentais suplementares pela acusação e pela defesa. 
Os advogados que defendem Witzel queriam uma nova perícia contábil e de engenharia. O TEM negou o pedido por considerá-lo impertinente e irrelevante. 
"Os pagamentos feitos são incontroversos, até porque oriundos de provas documentais e a regularidade dos mesmos é questão de mérito, não sendo definida através de prova pericial contábil", pontuou o desembargador Claudio de Mello Tavares, presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) e também do TEM.
O governador afastado foi às redes sociais reiterar que é inocente. "A aprovação das contas do meu governo mostra que estávamos no caminho certo. No primeiro ano de gestão, investimos no que a população mais precisava: segurança, educação e saúde", escreveu.
A próxima sessão do processo de impeachment de Witzel vai acontecer no dia 17 de dezembro. Na ocasiião, terá início a oitiva das testemunhas de acusação. Dentre elas estão o pastor Everaldo Pereira, presidente nacional do PSC; Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde; e Gabriell Neves, ex-subsecretário da pasta. Os três estão presos.
O empresário Mário Peixoto, que também está preso, está entre os indicados pela defesa. Investigações do Ministério Público Federal (MPF) apontam que o nome dele está relacionado à uma das empresas envolvidas nas irregularidades que levaram ao afastamento do governador do Rio. Ele, no entanto, nega.
Ainda segundo a Agência Brasil, além dos pedidos feitos pela defesa e pela acusação, outras dez testemunhas foram incluídas conforme deliberação do TEM, entre elas Helena Witzel, esposa do governador afastado.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário