PT muda orientação e aceita apoiar ‘golpistas’ para comandar Câmara

Após duas eleições para o comando do Congresso prometendo “não votar em golpista”, o PT aceita agora apoiar nomes que defenderam o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016. “Temos que recompor nossas posições”, diz Carlos Zarattini (SP). O objetivo é ocupar espaços na Mesa e em comissões.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário