Para ACM Neto, interessados na sucessão do Congresso não devem se classificar como opositores ao governo

Presidente do Democratas, o prefeito ACM Neto avaliou, em conversa com a imprensa na manhã desta terça-feira (22), que os movimentos interessados na sucessão presidencial tanto da Câmara dos Deputados quanto do Senado Federal não devem se classificar como grupos opositores ao Governo Federal.
“Eu acho que nos últimos dois anos ficou claro que a postura dos presidentes Rodrigo [Maia] e Davi [Alcolumbre] foram fundamentais para que o país tivesse um equilíbrio. É o que nós esperamos para os próximos dois anos. Não se deve fazer um movimento contra o governo”, avaliou o democrata, há pouco.
“Não se deve qualificar como um movimento de oposição. Não deve ter o carimbo pró-governo e nem o carimbo de oposição”, continuou o atual gestor da capital baiana.
Na oportunidade, Neto também comentou o bloco comandado pelo atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). “Um bloco eclético”, classificou. O grupo conta com 11 partidos: DEM, MDB, PSDB, PSL, Cidadania, PV, PT, PSB, PDT, Rede e PCdoB.
“Reúne partidos de diversas linhas ideológicas. O que move esse bloco é o desejo de ter uma postura que assegure a independência da Câmara”, disse o prefeito.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário