Homem mata filho recém-nascido após se revoltar jogando PlayStation

Um homem de 23 anos, identificado como Joseph William, foi julgado pela Suprema Corte de Victoria, Austrália, nesta sexta-feira, por ter matado o filho recém-nascido no meio de uma sessão de PlayStation. Ao tribunal, Joseph admitiu ser o responsável pela morte de seu bebê Lucas.
De acordo com o jornal britânico Daily Mail, Joseph William teve um ataque de raiva e atacou o bebê, de sete semanas. Depois do crime, ele enviou mensagem de texto para parceira Samatha Duckmanton dizendo que ele era o "pior pai" e o "pior parceiro". No momento do crime, Samatha estava na cozinha da casa e Joseph na sala de estar com o bebê.
Ainda segundo o jornal ao ouvir o choro agudo do bebê, Samatha perguntou o que estava acontecendo e o parceiro disse que estava tudo bem. Ela atribuiu o choro ao fato do bebê ter tomado vacina naquele dia. 
Depois da agressão, o bebê passou mal, não se alimentou e a mãe o levou para o departamento de emergência do hospital Benalla. Em seguida, Lucas foi transferido para o Hospital Infantil Monash, mas morreu cinco dias depois. A equipe médica disse para a mãe que a morte provavelmente não tinha sido um acidente e ela resolveu confrontar o marido, que assumiu ter pressionado muito a parte de trás do tronco cerebral do bebê. 
O promotor de polícia Mark Gibson disse ao tribunal que os ferimentos sugeriam que a cabeça do bebê havia sido golpeada contra um objeto ou que Joseph o havia atingido com força na cabeça. Ele será condenado no final deste mês.

Com informações do site: ibahia
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário