Em última sessão do ano, Prefeito-eleito de Santa Cruz da Vitória recusa aumento do próprio salário e Câmara aprova projeto pioneiro na Bahia


Na noite dessa quarta-feira, dia 16, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz da Vitória foi palco de duas decisões históricas para o município. A primeira foi a reprovação do reajuste referente ao pagamento de prefeito, vice e secretários. O prefeito-eleito e vereador Professor Maurício, manifestou a decisão de abrir mão do aumento até o ano de 2024, reconhecendo que o município passa por um período difícil e que é preciso direcionar os recursos recebidos pensando nas carências principais da comunidade.
Em sua fala, Maurício ressaltou a imprevisibilidade dos próximos dias de enfrentamento a pandemia, disse também que o município passa por um período de queda na receita, por isso, mesmo com os salários de prefeito e vereadores defasados há 8 anos, votaria contra o projeto que visava o aumento e a favor do congelamento desses salários nós próximos 4 anos.
"Nós precisamos buscar cada vez mais saídas. No que depender de nós, representantes do poder executivo e legislativo, buscaremos saídas, buscaremos recursos para não deixar nosso povo na mão. O primeiro passo é justamente esse: abrir mão de nossos subsídios para que a gente fique um pouco mais confortável no combate às nossas necessidades, que não são poucas", acrescentou.
É válido lembrar que vários municípios baianos, inclusive dessa região aprovaram aumentos salariais para o poder executivo e legislativo, mesmo passando pelo mesmo tipo de dificuldades causadas pela Pandemia. Assim, a atitude o prefeito-eleito e dos vereadores santacruzenses se torna um destaque e um exemplo para todos os municípios que buscam passar pela atual crise oferecendo para seus cidadãos o máximo de cuidado, organização e atenção através de uma gestão pautada no bem comum.
A Segunda foi a aprovação unânime do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), pioneiro no Estado da Bahia, e também uma prova desse comprometimento, uma vez que o projeto de 697 páginas traz consigo o adequado planejamento para trazer diversas melhorias à comunidade. Foram dois anos e meio de planejamento e sua execução promoverá uma melhor distribuição da água potável para as residências, melhorias sobre o esgotamento sanitário e manejo de águas pluviais, e manejo de residuos sólidos de acordo com as Normas Ambientais. Tais medidas farão de Santa Cruz da Vitória uma cidade cada vez mais próxima de um Saneamento Básico ideal e uma convivência sustentável para com a Natureza, o que trará grandes melhorias na Saúde e na qualidade de vida de quem vive nessa cidade.A elaboração do projeto, que prevê ações a serem executadas pelos próximos 20 anos, foi possível graças a parceria entre a Funasa, Comitê de Coordenação e Executivo, Prefeito Carlos André, e teve ampla participação da comunidade urbana e rural ao longo de sua elaboração, fazendo com que abrangesse as demandas de cada localidade especificamente e traçando metas promissoras para o futuro. A iniciativa veio através do Programa IFBA Saneando a Bahia (PISA) e 50 municípios baianos estão desenvolvendo projetos similares, mas essa é a primeira cidade do estado a aprovar a minuta, dando o passo inicial num conjunto de ações que em conjunto com as demais cidades participantes, deverão influenciar diretamente a forma como a Bahia lida com as questões em pauta.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário