Barroso prorroga inquérito sobre Fernando Bezerra

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, prorrogou por mais 60 dias a investigação sobre Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo Bolsonaro no Senado.
Ele é suspeito de receber ao menos R$ 5,5 milhões de propina de empreiteiras contratadas pelo Ministério da Integração Nacional, que comandou entre 2011 e 2013, durante o governo Dilma.
Barroso atendeu a pedido da Polícia Federal, que contou com o aval de Augusto Aras. Uma das pendências é tomar o depoimento do senador, na última fase do inquérito.

As informações são do site O antagonista.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário